Nelson Rodrigues por Ele Mesmo – Leitura dramática de Fernanda Montenegro

Fernanda Montenegro apresentará “Nelson Rodrigues por Ele Mesmo” no Theatro Municipal de São Paulo numa leitura dramática sobre o escritor e dramaturgo Nelson Rodrigues – baseada no livro de Sônia Rodrigues, filha de Nelson.

Essa é a última edição de 2019 do projeto “Teatro no Municipal”. Os ingressos custam R$ 5 e as vendas ocorrerão no mesmo dia, a partir das 12h, apenas na bilheteria do Theatro Municipal de São Paulo.

O quê?
Fernanda Montenegro apresenta “Nelson Rodrigues por Ele Mesmo”

Onde?
Theatro Municipal

Quando?
18 de novembro, às 20h.

Quanto?
R$ 5 (venda no dia do espetáculo a partir das 12h, na bilheteria do Theatro Municipal, limitada a 2 ingressos por CPF)

Hebe – A estrela do Brasil

Hebe Camargo foi uma daquelas apresentadoras de programas de televisão marcantes, de grande carisma. Ao longo dos anos, sua carreira foi sendo moldada. Na década de 80, quando aconteceu a transição da ditadura para a democracia, Hebe, que tinha 60 anos na época, tomou uma decisão importante: controlar sua própria carreira. Ela não se abalava por críticas machistas, marido ciumento ou chefes poderosos. Hebe mostrou-se uma mulher extraordinária, com uma capacidade impressionante de superar crises, fossem elas pessoais ou profissionais.

O longa não apresenta uma trajetória linear da carreira de Hebe, ela é mostrada já no auge da carreira, quando superava os programas da Rede Globo em audiência e incomodava a censura. Na cinebiografia Hebe – A estrela do Brasil, não há separação entre vida profissional e vida pessoal, as duas estão entrelaçadas, dessa forma, é possível compreender seus amores e rancores enquanto ela está no palco. Andréa Beltrão interpreta Hebe com naturalidade, sem forçar o uso de bordões e gestos conhecidos; estão no elenco também Marco Ricca, Danton Mello e a direção é de Maurício Farias.

Prólogo, ato, epílogo: memórias – Fernanda Montenegro

Fernanda Montenegro encanta a todos com sua atuação em palcos e telas pelo mundo, mas agora ela apresenta uma nova faceta: a de contadora de histórias. E das boas! Em “Prólogo, ato, epílogo”, a atriz narra suas memórias em uma prosa afetiva, com muita sensibilidade e inteligência. Ao leitor, é contada a saga de seus antepassados, do lado de seu pai: lavradores portugueses, do lado de sua mãe: pastores sardos.

Fernanda conheceu seu marido, Fernando Torres, na turma de jovens que atuavam na rádio, reencontrando-o nos ensaios da peça “Alegres canções na montanha”, só aí começaram a namorar. O casal precisou abrir mão de seus trabalhos, Fernanda saiu da Berlitz e Fernando, da Panair, para se entregarem à arte da atuação, uma paixão para os dois. A parceria entre o casal foi de vida e trabalho, além de construírem uma família, realizam muitas peças ao lado dos principais nomes do teatro no Brasil.

Nas páginas de mais emoção, ela relembra como foi desafiador criar os filhos como artistas, além da busca permanente pela qualidade. Também conta sobre a necessidade de persistir e reagir durante os anos de chumbo, o sucesso internacional na década de 1990 e o adoecimento de Fernando Torres. Isso tudo com uma capacidade constante de se reinventar.

O livro foi escrito com colaboração de Marta Góes. Uma leitura imperdível!

“Não se sabe o que mais admirar nela: se a excelência de atriz ou a consciência, que ela amadureceu, do papel do ator no mundo. Ela não se preocupa somente em elevar ao mais alto nível sua arte de representar, mas insiste igualmente em meditar sobre o sentido, a função, a dignidade, a expressão social da condição de ator em qualquer tempo e lugar.”

Carlos Drummond de Andrade

Semana dos Aposentados

Na próxima semana, especificamente no dia 18 de novembro, começará a tão aguardada Semana dos Aposentados no Satélite Itanhaém.

Para já entrar no clima, na imagem da semana de hoje, apresentamos uma foto da primeira Semana dos Aposentados, em 1999.

Os participantes estavam reunidos animadamente na lanchonete da unidade. Pelo visto, a animação e o engajamento sempre estiveram presentes!

Thermas dos Laranjais

O Thermas dos Laranjais é o parque aquático mais visitado do Brasil e da América Latina e o quarto mais visitado em todo o mundo.

Localizado na Estância Turística de Olímpia, a 438 quilômetros da capital paulista, possui mais de 55 atrações, a maioria com águas quentes circulantes. Muitas de suas atrações são exclusivas e patenteadas, como toboáguas, piscina de surf 180°, praias com ondas e rio lento com algumas corredeiras. Destacam-se também a montanha-russa aquática e o gigante Lendário, um toboágua com cinco pistas onde o visitante perde o chão a 28 metros de altura.

O parque funciona 365 dias por ano e tem capacidade para receber até 20 mil pessoas por dia. São 32 lanchonetes e restaurantes, vestiários e armários. Todas as atrações têm o suporte de monitores e salva-vidas.

O quê?
Thermas dos Laranjais

Onde?
Av. do Folclore, 1.543 – Olímpia-SP

Quando?
Todos os dias, das 8h às 20h.

Bacurau

Escrito e dirigido por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, “Bacurau” se transforma o tempo todo, indo por novos caminhos, quebrando expectativas e criando novos significados para as imagens já apresentadas. Movendo-se por um caminho peculiar, deixa o expectador livre para aceitar ou não as suas subversões. Ao assistir ao filme, acompanha-se a narrativa às escuras, pouco a pouco, sem ter certeza. Assim, é preciso estar preparado para as surpresas.

O nome do filme é o apelido dado ao último ônibus da madrugada em Recife; a origem do nome está em uma ave de hábitos noturnos, muito comum nos sertões brasileiros, chamada de wakura’wa pelos povos tupis.

Em Bacurau, um pequeno povoado localizado no sertão brasileiro, começam a acontecer fatos estranhos após a morte de dona Carmelita, que viveu até os 94 anos. Os moradores descobrem que a comunidade não consta mais em qualquer mapa, além disso, drones passeiam pelos céus e pessoas estrangeiras chegam à cidade pela primeira vez. Teresa (Bárbara Colen), Domingas (Sônia Braga), Acácio (Thomas Aquino), Plínio (Wilson Rabelo), Lunga (Silvero Pereira) e outros habitantes do povoado chegam à conclusão de que estão sendo atacados após carros serem alvejados por tiros e cadáveres começarem a aparecer. A questão é identificar o inimigo e encontrar uma forma de defesa coletiva.

“Visualmente impressionante”
The Hollywood Reporter

“Uma alegoria política eletrizante”
The New York Times

“Um cinema totalmente distinto”
The Guardian

“Maravilhoso e insano”
IndieWire

“Um canto de amor ao nordeste”
UOL

Amor Sob Encomenda

Esse é o novo romance de Carina Rissi, autora do best-seller “Perdida”. O estilo da autora parece agradar aos leitores, pois “Amor Sob Encomenda” já é considerado um best-seller também.

O romance apresenta Melissa Gouvêa, que está totalmente focada em seu trabalho, buscando se desenvolver em sua profissão. A moça é uma determinada assistente que sonha em se tornar produtora de eventos da Allure. Além disso, ela é responsável financeiramente por sua família, principalmente pelo caro tratamento médico de sua mãe. Como se casar não faz parte de seus planos no momento, ela se assusta ao saber que seu namorado foi visto comprando um anel de noivado. Porém, o anel não era para ela. Com isso, surge o maior desafio de sua carreira: produzir o casamento do seu ex-namorado.

Para completar a bagunça de sua vida, Melissa se vê dividindo o apartamento com o homem mais irritante, cínico, atrevido, porém, muito lindo, que ela já viu na vida. Enquanto a moça tenta sobreviver aos preparativos do casamento do ex e conservar o que resta de seu coração, o novo colega de apartamento a deixa muito confusa, despertando desejos nunca vividos. Mas é tarde demais, seu coração está em perigo.

O livro apresenta uma história recheada de humor, amor e emoção, ingredientes perfeitos para fazer o leitor refletir a respeito do que realmente é importante na vida.