Felicidade Clandestina

A Dica Literária desta semana é a obra Felicidade Clandestina, da renomada autora Clarice Lispector. A obra foi lançada em 1998 e reúne 25 contos da brasileira, falecida em 1977. Por meio de obras muito bem elaboradas, Clarice propõe que o leitor discuta sobre temas como a existência humana, amadurecimento e família, a partir de pequenas coisas, como um ovo.

Dentre os contos apresentados, o conto homônimo ao título do livro apresenta uma garota que é apaixonada por literatura, mas que se vê humilhada por parte da filha do livreiro, que lhe prometeu emprestar um livro do autor Machado de Assis. Sabendo que a garota está muito interessada no livro, a filha do livreiro inicia um método de tortura chamado “tortura chinesa” e a partir daí Lispector propõe a reflexão.

Clarice Lispector, oficialmente chamada por Chaya Pinkhasovna Lispector, foi escritora e jornalista de origem ucraniana e naturalizada brasileira. Ela é considerada uma das escritoras mais influentes do século XX.

Anúncios

Canção de Ninar

Lançado em 2018, Canção de Ninar, da autora Leila Slimani, é a nossa Dica de Literatura de hoje. Este Thriller Psicológico promete prender o leitor do começo ao fim. O livro já começa de uma maneira bem diferente: a primeira linha já conta o final da história.

No livro, Myriam e Paul formam um casal jovem, com dois filhos: Adam e Mila. Após uma discussão, eles resolvem contratar uma babá para ajudar com as crianças. Assim, eles encontram Louise, uma senhora de quase 50 anos, com muita disposição. Logo, a babá se mostra muito eficiente em todos os afazeres da casa e cuidando das crianças. Porém, aos poucos, o casal nota algumas atitudes suspeitas. Louise, com medo de perder o emprego, desenvolve uma obsessão pelo casal e pelos filhos.

Além de um livro de mistério, a autora propõe com sua história discussões sobre temas como preconceito de classe, racismo, imigração e a exploração por parte da classe média. Se você se interessa, vale a pena a leitura!

Semente de Bruxa

A Dica de Literatura de hoje é o livro Semente de Bruxa, da autora canadense Margaret Atwood, autora do famoso livro “O conto de Aia”, que originou a série com o mesmo nome. Por conta de sua fama, a Semente de Bruxa, lançado em 2018, deixou o público com uma grande expectativa. E mais uma vez Atwood foi além do esperado.

No livro, o público acompanha a história de Felix, um diretor de teatro que é passado para trás e depois de 12 anos consegue se vingar. Enquanto planeja a vingança, ele tem de aprender a lidar com seus problemas, como a morte de sua filhinha. A obra é uma releitura do livro “A Tempestade de Shakespeare”, sob a visão de Felix.

Para aqueles que não conhecem a obra de Shakespeare, no final do livro, há um resumo. Mas para um melhor aproveitamento, recomendá-se ler A Tempestade de Shakespeare na íntegra, até para pegar as referências.

Boa leitura!

O Dilema do Porco Espinho

Leandro Karnal é um dos maiores intelectuais brasileiros e no livro “O Dilema do Porco Espinho”, lançado em 2018, o autor discute um tema cada vez mais presente no mundo contemporâneo: a solidão.

Na obra, a partir de referências de filósofos, da Bíblia, da história e de romances, Karnal traz uma reflexão sobre o tema. Ele traz a perspectiva da solidão na literatura, no cinema, na música e na religião. Em uma sociedade cada vez mais “liquida”, o autor analisa como a solidão se revela no mundo virtual e os impactos do isolamento.

Karnal escreveu este livro como um ensaio pessoal, visto que ele sempre esteve acompanhado da solidão. Nesta obra, ele convida o leitor a acompanhar seus pensamentos e deixar a solidão de lado.

Toda Poesia

Paulo Leminski é um autor brasileiro muito consagrado, conhecido por sua capacidade de falar sobre diversos temas, como o amor, a morte, o sofrimento, o cotidiano. E a obra “Toda Poesia” é uma coletânea de vários poemas publicados pelo autor em seus livros “Quarenta Clics em Curitiba” (1976), “Caprichos & Relaxos” (1983), “Distraídos Venceremos” (1987) – última obra poética publicada em vida –,“La Vie en Close” (1991), “O Ex-Estranho” (1996), “Winterverno” (2001) e “Poemas Esparsos”, sendo os três últimos publicados após a sua morte.

Os textos são curtos, mas carregados de significância e profundidade. A edição do livro é muito bem feita, cada poema recebe uma tipografia diferente e a obra é feita para ser apreciada. Cada poema merece uma dedicação especial. Os amantes de poesia não podem deixar de ler esta grande obra de arte.

Eleanor & Park

A nossa Dica Literária é a obra Eleanor & Park, livro de Rainbow Rowell, que já conquistou não só adolescentes e jovens, mas também grandes autores como John Green, responsável pelo sucesso “A Culpa é das Estrelas”, que em sua resenha para o “The New York Times Book Review” escreveu: “Eleanor & Park me lembrou não apenas de como é ser jovem e estar apaixonado por uma garota, mas também de como é ser jovem e estar apaixonado por um livro”.

Bem diferente do romance jovem que estamos acostumados, a obra traz a história de um casal que para muitos é improvável, pois os envolvidos não têm nada em comum. Eleanor é uma garota ruiva, considerada gorda e estranha por todos. Park é um garoto mestiço asiático que faz a linha nerd. Os dois têm 16 anos e vivem aventuras típicas de adolescentes, como conflito com os pais, bullying e descobertas. Eles se conhecem no primeiro dia de aula e a convivência passa a se tornar um hábito. O que começa na amizade, com trocas de referências musicais e de leituras, logo evolui para um romance.

O livro faz o leitor retornar aos sentimentos do primeiro amor. O nervoso, o frio na barriga, a vontade de sempre estar perto e o pensamento 24h na pessoa. Em 2014, a Dreamworks adquiriu os direitos do livro. A autora já tem trabalho no roteiro, porém ainda não há data definida para o lançamento. Aguardamos ansiosamente!

Pequenos incêndios por toda parte

Após o sucesso de “Tudo o que não contei”, Celeste Ng retorna com mais uma obra: “Pequenos incêndios por toda parte”, nossa Dica de Literatura de hoje. O livro foi lançado em 2018 e já conquistou muitos fã pelo mundo.

Na história, Mia Harren se mudou com a filha para Sharker Heights, depois de um longo período pulando de um lugar para outro. Porém ela reconhece a necessidade de criar uma estabilidade e assim decide morar no apartamento alugado da família Richardson. Só que ela nem imagina o tanto que suas vidas vão se interligar. Porém o passado começa a influenciar na convivência de todos.

O livro é carregado de sensibilidade. Os problemas que o cotidiano familiar podem trazer, a maternidade, a pressão sofrida pelas mulheres são alguns dos temas trazidos na obra. Com certeza o leitor vai se surprender.