Entre o Agora e o Nunca

O livro conta a história de Camryn Bennett uma jovem de 20 anos que desistiu do amor após duas desiluções amorosas e com sua relação com a melhor amiga fica abalada Perdida, sem saber o que fazer, Camryn vai para rodoviária e pega o primeiro ônibus interestadual, sem se importar com o destino. Com uma carteira, um celular e uma pequena bolsa com alguns itens indispensáveis, Camryn embarca para Idaho. Mas durante a viagem conhece Andrew Parrish, um jovem sedutor e misterioso, a caminho para visitar o pai, que está morrendo de câncer. Andrew se aproxima da companheira de viagem, primeiro para protegê-la, mas logo uma conexão irresistível se forma entre os dois.
Narrado em capítulos que alternam as vozes de Andrew e Camryn, Entre O Agora e O Nunca é uma história de amor e sexo, na qual os personagens testam seus limites, exploram seus desejos e buscam o caminho que os levará à felicidade.

Anúncios

Estação Carandiru

Drauzio Varella é um médico conhecido por suas aparições na TV e pelos seus livros escritos. Um dos primeiros que deu origem a uma importante trilogia sobre o sistema carcerário brasileiro é “Estação Carcerária”, que foi resultado de sua experiência como médico voluntário na prisão do Carandiru.

No livro, Drauzio se torna médico voluntário de prevenção à aids. Lá, ele convive com personagens bem característicos que seguem um código penal que não foi criado pelas autoridades, mas sim pela própria população que lá habita. Assim, ele conta as experiências que teve por lá, as pessoas que conheceu, as formas que encontraram para sobreviver e como cada um lida com a situação.

Esta obra foi definida como um dos maiores fenômenos da literatura brasileira, com mais de 460 mil exemplares vendidos e sendo vencedor do prêmio Jabuti, o mais importante prêmio da literatura brasileira, no ano 2000, na categoria Livro do Ano de não-ficção.

Amor e Gelato

A maravilhosa cidade de Florença, na Itália, é o cenário do livro “Amor e Gelato”, da autora Jenna Evans Welch, que com uma escrita leve, mostra a história de Carolina, uma americana que após perder sua mãe, se muda para a capital da arte.

Na história, Carolina perdeu sua mãe. Mas antes de morrer, ela insistiu para que a menina se mudasse para Florença, na Itália, para viver com o pai, que até então tinha a identidade desconhecida. Com muito custa, ela aceita realizar o desejo da mãe. Lá, ela conhece Lorenzo, um garoto metade italiano, metade americano, que a ajuda a descobrir os mistérios escondidos em um diário deixado por sua mãe.

O livro trouxe um ritmo muito gostoso de ler. Acontece de forma natural e faz o leitor ficar na expectativa do que vai acontecer. E por mais que pareça um romance adolescente, com certeza vai cativar pessoas de todas as idades.

Origem

O famoso professor da universidade de Harvard, Robert Langdon, conhecido em “O Código da Vinci”, “Anjos e Demônios”, “O Simbolo Perdido” e “Inferno” está de volta na obra “Origem”, do autor Dan Brown, com mais um desafio a ser enfrentado.

Na história, Robert viaja até Bilbao, no Museu de Guggenheim, para assistir uma apresentação do futurólogo bilionário Edmond Kirsch que mostrará uma descoberta que promete mudar o mundo e o papel da ciência. Porém, Langdon logo percebe que essa descoberta é muito mais potente do que está sendo dito e a noite, que prometia ser marcante, se torna um verdadeiro caos. A descoberta corre o risco de se perder para sempre e o professor precisa evitar isso o mais rápido possível.

Mais uma vez, a trama é envolvente e empolgante, fazendo o leitor criar teorias e conspirações para cada passo do professor. Apesar da história seguir o mesmo modelo dos outros livros do autor, muitas surpresas esperam por você!

O Apanhador no Campo de Centeio

Marcante para muitas pessoas, o livro O Apanhador no Campo de Centeio, do autor J.D. Salinger, foi lançado em 1999, porém é até hoje uma leitura muito importante para entender a adolescência. Existem diversos textos que fazem referência a esse livro.

A obra conta sobre o adolescente Holden Caulfield, um jovem de 16 anos que vive em Nova Iorque e estuda em um renomado colégio interno para rapazes. Em um determinado dia, ele retorna mais cedo para sua residência, após receber notas ruins em quase todas as matérias e ser expulso. No caminho de volta, o jovem reflete sobre sua vida, repassa alguns momentos vivenciados e tenta definir uma diretriz para o seu futuro. Antes de enfrentar os pais, ele conversa com algumas pessoas que julga importante, como um professor, uma antiga namorada e sua irmã menor e tentar explicar o momento que está passando.

Este livro tem grande importância, pois foi o criador da cultura-jovem. A partir dele, o período da adolescência ganhou a atenção que merecia, pois antes era visto apenas como um momento de transição entre a infância e o adulto.

A Rainha Vermelha

O livro A Rainha Vermelha, da autora Victoria Aveyard, é o primeiro de uma trilogia que é seguida pelos livros Espada de Vidro e a Prisão do Rei. A adaptação para o cinema está sendo dirigida pela atriz e diretora Elizabeth Banks e a obra está sendo produzida.

A história conta a história de Mare Barrow, uma mulher que tem seu mundo dividido pelo sangue vermelho e prateado. Ela e sua família pertencem ao grupo dos sangue vermelho, os humildes, plebeus, que são designados a servir aqueles que possuem poderes sobrenaturais e são tratamos como deuses. Porém, Mare acaba conseguindo um emprego no palácio real e assim descobre que possui sangue vermelho. Mas como isso será possível, sendo que ela tem sangue vermelho?

Muitos vibram em acordo. Precisei de toda a minha força para não pular em cima desses covardes que jamais estarão na frente de batalha ou enviarão seus filhos para o combate. A guerra prateada deles é paga com sangue vermelho.

Na Minha Pele

Lázaro Ramos é um ator, apresentador, cineasta e escritor muito prestigiado nacionalmente e internacionalmente e, inclusive, já foi indicado ao Emmy de melhor ator por sua interpretação na novela Cobras & Lagartos.

E nesta obra, ele escreve suas reflexões sobre diversos assuntos que julga importante, como ações afirmativas, gênero, família, emponderamento, afetividade e discriminação. Ele expõe também momentos vivídos por ele, dúvidas, descobertas e conquistas. Dessa maneira, ele mostra sua luta contra a segregação e o preconceito.

Muitos que leram a obra, a indicam. O livro não é uma biografia propriamente dita, mas traz relatos próprios, o que mostra que Lázaro Ramos, em toda a sua genialidade, é gente como a gente.