Campeonato de Bocha

Hoje relembraremos do Campeonato de Bocha, que aconteceu em Itanhaém, entre os dias 09 e 13 de novembro de 1998. Participaram deste evento 16 atletas que disputaram os troféus oferecidos pelo Clube.

 

Anúncios

Aula e Show de Dança Árabe

Aconteceu no dia 18 de julho de 1998, na unidade de Itanhaém uma Aula e Show de Dança Árabe para os associados e convidados do Satélite.

Crianças e adultos assistiram a apresentação e tentaram aprender os belíssimos passos que as dançarinas, vestidas com trajes típicos, faziam.

Natal 1998

Já começamos a entrar no clima do natal com a Imagem da Semana de hoje! Relembramos a comemoração natalina, que aconteceu no dia 24 de dezembro de 1998, na unidade de Itanhaém do Satélite.

A festa contou com uma decoração maravilhosa e uma árvore de natal gigante que encantou todos os presentes. Neste dia, o Papai Noel visitou o local e trouxe amor e carinho para as crianças que ali estavam.

Oficinas sobre Curtas de Animação e Música

No dia 10 de outubro de 1998, foram promovidas oficinas sobre curtas de animação e música na unidade de Itanhaém do Satélite Esporte Clube.

Crianças, adolescentes e jovens se divertiram, aprenderam as mais variadas técnicas e até participaram da produção de um curta-metragem.

Noite Italiana

Em 1998 o Satélite promoveu a primeira Festa Italiana, que aconteceu na unidade de Itanhaém. Ao som da música tradicional de Fred Rovella, os convidados dançaram tudo o que tinham direito.

Outro atrativo da festa é a comida típica, que sempre esteve presente. Em 2001, a festa passou a acontecer na unidade de Campos do Jordão e é, atualmente, uma das mais esperadas pelos associados e convidados.

Ensaio sobre a Cegueira (1995)

Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara.

E assim começa o romance de José Saramago, consagrado escritor português que conquistou os maiores prêmios literários durante sua carreira, inclusive o Prêmio Nobel, em 1998. Ensaio sobre a Cegueira foi adaptado para o cinema sob a direção de Fernando Meirelles e teve sua grande estreia no Festival de Cannes, em 2008.

Em um cruzamento, um motorista parado no farol subitamente fica cego. Esse foi o primeiro caso da epidemia de cegueira desencadeada na grande cidade. Após o incidente, todos que tiveram contato direto com o motorista, descobrem-se cegos (o ladrão que o rouba o carro ao “ajudá-lo” a chegar em casa, sua esposa, o médico e seus pacientes, entre outros personagens) e são isolados em quarentena.

O livro é angustiante. A maneira que Saramago escreve lhe coloca facilmente no lugar do cego. Sentir sua insegurança e sofrimento é algo tão “tangível” que nos deixa desamparados. Ao mesmo tempo que mostra as diferentes formas de lidar com a inesperada deficiência, Saramago também desenvolve a grande responsabilidade daqueles que conseguem ver quando outros não enxergam.