Loucas pra Casar (2015)

O primeiro filme nacional do ano foi um sucesso de bilheterias. Com um público de mais de 600 mil expectadores, Loucas pra Casar foi o longa mais assistido entre os dias 8 e 11 de janeiro, deixando pra trás o vencedor de três estatuetas do Oscar, Whiplash – Em Busca da Perfeição, que também teve sua estreia nas telonas brasileiras no mesmo fim de semana.

O filme conta a história de Malu (Ingrid Guimarães), uma corretora de imóveis de 40 anos com um desejo ENORME de se casar. Após três anos namorando seu chefe Samuel (Márcio Garcia), Malu descobre que seu homem ideal mantém relações amorosas com mais duas mulheres: a dançarina de boate Lúcia (Suzana Pires) e a religiosa Maria (Tatá Werneck).

De um jeito leve e divertido, Loucas pra Casar envolve o expectador com indagações clássicas da mulher moderna, seus desejos e expectativas do mundo. Confira a mais nova comédia de Roberto Santucci e garanta boas risadas.

buque

Anúncios

“Além dos 60”

No Cantinho do Associado desta semana divulgamos o livro de Elisa Mariz, que reúne depoimentos de brasileiros e portugueses que, apesar da idade avançada, estão na ativa no âmbito profissional. Mariz viajou para São Paulo e Coimbra para colher relatos de pessoas com mais de 60 anos que continuaram a fazer a diferença no mundo dos negócios, seja exercendo a mesma atividade de quando trabalhava ou ainda se aventurando em algo diferente.

“São homens e mulheres de diferentes origens, credos e nacionalidades, mas que têm em comum um desejo e uma disposição enorme de melhorar a si, e a tudo que se encontra no seu entorno”.

elisa-livro

A associada Elisa Mariz é um exemplo de força de vontade. Tem doutorado pela PUC-SP e estuda “Longevidade e Trabalho” a mais de 10 anos. Atualmente, continua a pesquisar sobre o tema no Observatório das Metrópoles da PUC e faz pesquisas sobre Gestão Estratégica de Pessoas na Universidade Nove de Julho, onde leciona na área de Administração de Empresas e de Recursos Humanos nos cursos de graduação e pós-graduação. Fez carreira no Banco do Brasil e, apesar de se aposentar em 2000, ainda mantém trabalhos pontuais na Universidade da Instituição. Segundo Mariz: “o livro traz grandes contribuições que ajudam a compreender o fenômeno da longevidade em suas inúmeras possibilidades e adversidades além de um novo olhar sobre as pessoas com mais de 60 anos, não somente pelo seu significativo crescimento populacional, mas, sobretudo, pelo potencial que podem representar em termos de crescimento, cultura, sabedoria e experiências”.

O livro “Além dos 60: lições de vida de brasileiros e portugueses” da editora Chiado Editora-Lisboa/PT terá seu lançamento oficial no dia 07 de março, às 14 horas, na Livraria Martins Fontes em São Paulo. Não deixe de prestigiar a associada e de se inspirar com os depoimentos e histórias de vida daqueles que não se deixam levar pelo advento da melhor idade.

  • Livro: “Além dos 60: lições de vida de brasileiros e portugueses”
  • Data: 07/03/2015
  • Horário: 14 horas
  • Endereço: Avenida Paulista, 509, São Paulo-SP

elisa-deserto

 

*Imagens: Fragmentos do livro “Além dos 60” de Elisa Mariz

O Diário de Anne Frank

Anne Frank tinha 13 anos quando começou a escrever em seu diário. Poderia ser um diário qualquer de uma pré-adolescente, não fosse pelo fato de ela ter vivenciado a Segunda Guerra Mundial da pior maneira: sendo perseguida e vivendo escondida por mais de dois anos até ser capturada pelos nazistas. Hoje, O Diário de Anne Frank, é considerado um dos livros de maior importância do século XX, não somente por conta de seu detalhamento histórico, mas, principalmente, devido às reflexões de Anne em relação à humanidade.

“As pessoas seriam muito mais nobres e melhores se, no final de cada dia, pudessem rever o próprio comportamento e pesar o que fizeram de bom e de mau. Automaticamente tentariam melhorar a cada manhã e, depois de algum tempo, certamente realizariam muita coisa”

Anne-Frank_lightbox

Seu diário começa em 12 de junho de 1942 e data até 1º de agosto de 1944. Após uma transmissão radiofônica, Anne decide transformar seu diário em um livro e começa a organizá-lo e reescrevê-lo. Três dias depois de ter redigido seu último depoimento, Anne e seus companheiros do Anexo Secreto (sótão de uma casa) são descobertos e encaminhados ao Campo de Concentração.

Apesar de não ter terminado sua obra, seu sonho se realizou: em 1947, Otto Frank, pai de Anne, publica O Diário de Anne Frank, uma obra baseada em seus manuscritos. O livro se tornou rapidamente um sucesso editorial e virou símbolo da luta contra a opressão e a injustiça.

“O que condeno é nosso sistema de valores e os homens que não reconhecem como é grande, difícil, mas lindo o papel da mulher na sociedade.”

Após o termino da Guerra, Otto Frank fez questão de preservar o legado de Anne através do Anne Frank Fonds e dedicou sua vida à luta pelos direitos humanos. A casa, onde sua família e outros judeus se refugiaram durante o Holocausto, foi transformada em um museu dedicado à vida e obra da autora. Localizada no centro de Amsterdã, a casa de Anne Frank é muito visitada por turistas de todo o mundo.

Capoeira e Maculelê

Toda segunda-feira, começaremos a semana com uma foto empolgante. Revelaremos imagens que nos chamaram a atenção devido a sua importância histórica ou, simplesmente, a sua beleza. A escolhida de hoje foi tirada na Exibição de Capoeira e Maculelê, em 1978, na unidade de Itanhaém.

Esse evento social de tamanha brasilidade reuniu diversos associados no centro de recreações da unidade praiana. Datada de 21 de outubro, a exibição cultural foi organizada em comemoração do 43º aniversário do Satélite.

Ocupação Hilda Hilst

A partir deste sábado, dia 28 de fevereiro, grande parte do acervo da escritora brasileira Hilda Hilst (1930-2004) ficará exposto na mostra Ocupação do Itaú Cultural. A exposição vai até o 21 de abril e a entrada é gratuita.

Inspirada na Casa do Sol, a antiga moradia da ficcionista em Campinas, a mostra cria um ambiente intimista e acolhedor: anotações em agendas, registros de sonhos, desenhos, reflexões, rascunhos, fotos, entre outros objetos pessoais permitem que o público mergulhe na vida pessoal e no processo criativo da artista. Parte do acervo é disponibilizado no formato fac-símiles para que o visitante consiga manipulá-los e ver, mais de perto, seus detalhes.

Hilda Hilst nasceu em Jaú, interior de São Paulo. Considerada uma das maiores escritoras em língua portuguesa do século XX, a dramaturga se tornou popular com a obra O caderno rosa de Lori Lamby (1990), livro erótico que gerou muita polêmica quando publicado. Além do erotismo, a escritora explorou outros temas polêmicos em sua carreira, como, por exemplo, a morte e o significado de Deus.

  • Exposição: Ocupação Hilda Hilst
  • Data: 28/02 a 21/04
  • Horário: 9h às 20h (de segunda a sexta) e 11h às 20h (aos sábados e domingos)
  • Endereço: Avenida Paulista, 149 – São Paulo-SP

ZYMKAH – A saga de um guerreiro

No dia 08 de março, o ex-presidente da AABB São Paulo, José Soares da Silva, lança seu livro “ZYMKAH – A saga de um guerreiro”. A confraternização ocorre na Sede Sul da AABB, a partir das 14 horas, na Galeria de Artes.

Sua obra autobiográfica conta detalhes sobre os desafios da presidência do clube, assim como as dificuldades que enfrentou para chegar ali. José Soares, que, há mais de três décadas, também é associado do Satélite, dedica passagens do livro ao clube do qual seu filho, Luís Carlos, é Vice-Presidente de Esportes.

Em sua jornada, José Soares, passou por diversos obstáculos para que pudesse estudar e atingir seus objetivos. O livro contém relatos sobre sua infância na fazenda, seus estudos na cidade de Garça, interior paulista, entre outras fases de sua vida. O final da obra é dedicada ao seu lado mais lúdico e filosófico, com músicas de autoria e cursos esotéricos.

  • Livro: ZYMKAH – A saga de um guerreiro
  • Data: 08/03/2015
  • Horário: 14 horas
  • Endereço: Estrada de Itapecerica, 1935 – Jardim São Luís, São Paulo-SP

O Poderoso Chefão

Em dia de pré-estreias no Cinema, a quinta-feira pede por um momento de lazer e reflexão sobre a sétima arte. Comecemos com um clássico que encantou as críticas da época, com artistas revelações e trilha sonora comovente.

I’ll make him an offer he can’t refuse¹”- Don Corleone

O Poderoso Chefão (The Godfather), 1972, dirigido por Francis Ford Coppola, é considerado um dos filmes norte-americanos mais aclamados e bem sucedidos de todos os tempos. Estrelado por Marlon Brando, Al Pacino, Diane Keaton, entre outros atores premiados, o longa e suas sequências de 1974 e 1990 acumulam nove estatuetas do Oscar, além de um Grammy.

Friendship is everything. Friendship is more than talent. It is more than the government. It is almost the equal of family²” – Vito Corleone

Baseado nos livros de Mario Puzo, O Poderoso Chefão conta a história da família Corleone, uma das mais poderosas e influentes famílias mafiosas de descendência italiana nos Estados Unidos, durante a década de 1950. Com uma trilha sonora marcante e citações que transpassam gerações, a trilogia virou referência no quesito máfia e crime organizado.

Never hate your enemies. It affects your judgment³” – Michael Corleone


  • ¹Farei uma oferta irrecusável a ele
  • ²Amizade é tudo. Amizade é mais que talento. É mais do que Governo. É quase o equivalente à família
  • ³Nunca odeie seus inimigos; isso afeta seu julgamento