Kandinsky: tudo começa num ponto

Até o dia 29 de setembro, o Centro Cultural do Banco do Brasil recebe a exposição Kandinsky: tudo começa num ponto. A mostra traz informações e objetos sobre a vida e as obras de Wassily Kandinsky, precursor do abstracionismo, assim como os artistas que o influenciaram. O horário de funcionamento é de quarta a sábado das 9h às 21h e a entrada é gratuita.150px-Vassily-Kandinsky

Ao todo, 153 obras e objetos vindos do Museu Estatal Russo de São Petersburgo, do Museu da Rússia e de coleções oriundas da Alemanha, Áustria, Inglaterra e França. A curadoria é por conta de Evgenia Petrova e Joseph Kiblitsky, que já trouxeram a exposição outras vezes para São Paulo, Belo Horizonte, Distrito Federal, entre outras regiões do Brasil.

Kandinsky foi o artista plástico responsável por produzir a primeira tela abstrata no ocidente. Suas influências vem do impressionismo, mais especificamente de uma obra em que Monet retrata um monte de feno.

Centro Cultural do Banco do Brasil

Até 29 de setembro

Quarta a sábado – das 9h às 21h

Gratuita

final do texto

Anúncios

O exorcista

O exorcista aterrizou – e aterroriza muita gente. O filme ultrapassou limites que os filmes de suspense não tinham atingido e causou, além de pânico, muitas filas com pessoas dispostas a descobrirem o lado mais negro do cinema                                                                                                                                          tumblr_mckvmvAzaX1qgx37po1_500

No filme, Chris MacNeil (Ellen Burstyn) percebe em sua filha Regan MacNeil (Linda Blair) um comportamento diferente. Comportamento este que envolve convulsões e poderes sobrenaturais. Depois de vários exames, os médicos sugerem que ela procure um exorcista. Chris, então, resolve consultar o padre Damien Karras (Jason Miller) e a partir daí é que as coisas ficam mais intensas e o suspense toma conta da narrativa, com cenas chocantes e jamais vistas antes no cinema.

tumblr_lz3rwoH5pD1rnr613o1_500

No ano seguinte ao seu lançamento, 1974, o filme foi indicado ao Oscar de melhor filme. Sendo assim, o único filme de terror indicado ao prêmio até hoje. Ganhou o Oscar nas categorias de melhor roteiro e melhor som, além de diversos Globos de Ouro. É reconhecido como o filme de terror que mais arrecadou bilheterias na história do cinema.

Outro ponto que marcou gerações foi a trilha sonora do filme. Carregado de tensão e suspense, a música combinada com as cenas fortes fez muita gente dar gritos no cinema. As imagens do filme ficam impregnadas na memória do público. Mesmo com 40 anos de existência, não deixa de ser um filme atual, que põe medo em muita gente. E ai, vai encarar?tumblr_lt2klfh64C1qlgliqo1_500

Uma série de rumores e boatos se formaram acerca de diversos acidentes e algumas mortes de pessoas relacionadas diretamente e indiretamente ao filme. O mais famoso é o incêndio que aconteceu no set de filmagens e que pausou as gravações por cinco semanas. Até hoje a causa não foi identificada. Outro acontecimento é a morte do ator Jack Macgowran dias depois de concluir as gravações. No filme, o personagem do ator também morre. Ao todo foram nove mortes, incluindo um vigia e um assistente de câmera. Se foi coincidência ou não, não dá para saber. Mas que esses acontecimentos são bem estranhos e ajudaram na publicidade do filme, ninguém pode negar.

Coro Luther King

No próximo sábado, às 21 horas, o foyer do auditório do Ibirapuera receberá uma apresentação da série Cantador, só sei cantar do coro Luther King. A companhia foi ganhadora dos prêmios 40 anos Salva de Prata em 2010, promovido pela Câmara Municipal de São Paulo, e o prêmio da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes – como melhor coro de São Paulo em 2012.

O Satélite está representado por Irene Kabengele, associada do Satélite desde 1985. A carioca, que faz parte do Conselho Editorial do Sateljornal e tem grande envolvimento cultural com o Clube, é uma das vozes mais marcantes do coral.

O repertório é composto por trechos de ópera e conta com obras dos compositores Giuseppe Verdi, Gaetano Donizetti e Gioachino Rossini. A regência fica com Martinho Lutero Galati e tem participação especial do barítono italiano Davide Rocca.

É importante chegar cedo, pois a entrada é por ordem de chegada. O espetáculo é gratuito e livre para todas as idades.Irene 2 cortada

Hamlet

Ser ou não ser, eis a questão

A peça Hamlet do inglês William Shakespeare foi escrita entre 1599 e 1601. O ano ao certo não se sabe. Hamlet é a peça mais elaborada de Shakespeare e possui uma das frases mais famosas da literatura “ser ou não ser, eis a questão”, dita diversas vezes ao longo dos séculos.

Hamlet é a tragédia mais representada e adaptada de Shakespeare e a que mais recebeu interpretações. Importantes pensadores e escritores nos últimos quatro séculos fazem referências à Hamlet e ao impacto que a obra causou em suas próprias vidas e na sociedade.

A trama conta a história do príncipe Hamlet na busca de vingança por seu pai, o rei, morto pelo seu próprio irmão, Cláudio, para assumir o trono e casar-se com a rainha Gertrudes.

Temas como traição, vingança, incesto, corrupção e moralidade são tratados de uma forma melancólica, com características de personagens vistos como obscuros, místicos e misteriosos.

Inverno

Hoje, os termômetros da capital paulista registraram as menores temperaturas do ano. Na madrugada, chegou a atingir 5,5ºC na Capela de Socorro, zona sul de São Paulo.

Neste inverno, aproveite a aparição do sol para sair de casa e fazer programas ao ar livre. Não deixe que a preguiça lhe impeça de curtir momentos que só a estação mais fria do ano pode lhe proporcionar.


*Em Campos do Jordão, associados aproveitam o sol da manhã para fazer exercícios ao ar livre (foto tirada em 2007)

Exposição 50 grandes fotografias da National Geographic

Até o dia 9 de agosto, os paulistas poderão apreciar as 50 Grandes Fotografias da National Geographic, uma exposição fotográfica em comemoração aos 125 anos da revista. A mostra já encantou o público de diversos países por onde passou e agora chega ao shopping Morumbi, região sul da cidade de São Paulo.

A atração trata de diversos temas que incentivam o público a cuidar do meio ambiente. Possui fotos mundialmente famosas, como a menina afegã, de Steve McCurry, conhecida por sua beleza e seus olhos penetrantes. A obra mais antiga tem data de 1965, uma fotografia da vista panorâmica de milhares de peregrinos muçulmanos na igreja sagrada de Meca durante o Ramadã.

Já a fotografia mais recente foi clicada por Michael Nichols, que para fotografar uma sequoia gigante, de aproximadamente 100 metros e 1.500 anos, construiu um sistema de escalada. Para compor a fotografia, foram necessárias 84 imagens.

Outra obra marcante é a foto da carcaça do Titanic, tirada por Emory Kristof em 1991. Para conseguir fotografar no fundo do Oceano Atlântico, ele usou uma estrutura submersível e 10.000 watts de luz.

O Brasil também aparece na exposição, por meio de uma foto de Kevin Schafer, feita na Amazônia, a qual ele fotografou botos nas águas do rio Negro. Ao lado de todas as obras, há a explicação de como foi tirada, de onde foi tirada e em que época ocorreu o fato.

A exposição agrada ao público de todas as idades e ao final, os visitantes poderão registrar sua visita em um totem de fotografias que fará montagens, como capas de revistas e podem ser compartilhadas em redes sociais com a #natgeonomorumbishopping.

Segunda a sábado das 10h às 22h

Domingo das 14h às 20h

Gratuita

O todo poderoso (2003)

Se você tivesse a oportunidade de ser Deus, o que você faria? Ajudaria a quem precisa ou pensaria apenas nos próprios problemas?

Com a maior bilheteria do ano de 2003, arrecadando R$ 484 milhões pelo mundo inteiro, o filme O todo poderoso tem como protagonistas os renomados atores Jim Carrey e Morgan Freeman, o que garante, com certeza, boas risadas. Além disso, recebeu 2 indicações ao MTV Movie Awards, nas seguintes categorias: Melhor Comediante (Jim Carrey) e Melhor Beijo (Jim Carrey e Jennifer Aniston).

No filme, Bruce Nolan (Carrey) é o repórter do jornal da sua cidade e tem a ambição de ser o âncora. Mas por considerá-lo muito engraçado para o cargo, o dono da emissora não permite. Frustrado, Bruce começa a questionar Deus e a ridicularizá-lo. Deus (Freeman), então, resolve aparecer para ele em forma humana e enquanto Ele tira férias, deixa todos os poderes divinos nas mãos de Bruce.

Sem experiência alguma no cargo, o repórter se atrapalha com os poderes, mesmo quando resolve, de início, usar todo esse poder para benefício próprio e tentar obter tudo o que ele sempre desejou. Entre uma trapalhada e outra, ele percebe o quanto é difícil a missão de ser onipresente, onisciente e onipotente.

O filme mescla o drama com humor, o que o torna leve e de fácil entendimento para todas as idades. Além disso, muitos dos comportamentos que o personagem tem é o comportamento das pessoas no cotidiano. Em 2007, foi lançada a sequência do filme, que leva como título “A volta do todo poderoso”, o qual o ator principal é Steve Carell, que também faz uma participação no primeiro filme como o âncora do jornal em que Bruce trabalha.